Colesterol e Triglicérides


COLESTEROL

Colesterol

A maior parte do colesterol presente no corpo é sintetizada pelo próprio organismo, sendo apenas uma pequena parte adquirida pela dieta. Portanto, ao contrário de como se pensava antigamente, o nível de colesterol no sangue não aumenta se não ingerido quantidades adicionais de colesterol através da dieta (a menos, claro, que haja um distúrbio genético). O colesterol é mais abundante nos tecidos que mais sintetizam ou têm membranas densamente agrupadas em maior número, como o fígado, medula espinhal, cérebro e placas ateromatosas (nas artérias). O colesterol tem um papel central em muitos processos bioquímicos, mas é mais conhecido pela associação existente entre doenças cardiovasculares e as diversas lipoproteínas que o transportam, e os altos níveis de colesterol no sangue (hipercolesterolemia). O colesterol alterado não apresenta sintomas. A única maneira de saber se o seu colesterol está alterado é fazendo um exame de sangue.

O colesterol passará a ser prejudicial para a nossa saúde se estiver fora dos valores normais. Nesse caso, o excesso de colesterol ruim (LDL) que não foi eliminado pelo fígado será depositado na parede das artérias,
 formando placas de gorduras que podem “entupir” essas artérias e dificultar a passagem do sangue. De maneira geral, ter colesterol alto e não controlado tende a encurtar a vida. Entretanto, o colesterol
 bom (HDL) deve ser elevado para reduzir o risco de doença cardiovascular.

O colesterol alterado tem como ser modificado e você pode controlá-lo apenas com a mudança de alguns hábitos ou medicamentos. Procure seu médico, ele poderá indicar o tratamento mais adequado para o seu caso.

TRIGLICÉRIDES

Triglicérides

São prontamente reconhecidos como óleos ou gorduras,  existentes nos alimentos ou produzidas e armazenados em nosso organismo para fins de produção de energia. Quando há um excesso de triglicérides no sangue, chamado de hipertrigliceridemia, e isso aumenta o risco de doenças cardiovasculares. 

Dicas Importantes

Consumir menos alimentos ricos em gordura

Consumir meno alimentos energéticos (massa, pães, açúcar, doce, batata, mandioca, bebidas alcoólicas