Saúde do Homem


Disfunção erétil: causas e tratamento

depositphotos_67970543-Young-couple-lying-in-bedVocê tem ou conhece alguém que tenha disfunção erétil? A disfunção erétil é caracterizada pela dificuldade de um homem manter uma ereção do pênis para que consiga ter relações sexuais. Pode ser também um alerta para alguma doença mais séria. É importante que o parceiro sexual entenda se tratar de um problema sério e encoraje o homem a buscar tratamento com seu urologista ou uma clínica especializada para maior esclarecimento. Confira as causas e tratamento para a disfunção erétil:

Quais são as sintomas da disfunção erétil?

É mito dizer que a disfunção erétil só ocorre com pessoas mais velhas, ela pode acontecer com homens de diferentes idades. As causas são diversas, uma pessoa com distúrbios psicológicos pode ter disfunção erétil. Quem tem doenças vasculares, como hipertensão arterial e aterosclerose, pode acabar tendo disfunção erétil por causa da dificuldade de o sangue chegar ao pênis. Doenças neurológicas, como mal de Alzheimer, mal de Parkinson, lesões na medula espinhal e esclerose múltipla podem causar disfunção erétil. Doenças hormonais, como baixos níveis testosterona, e até diabetes mellitus podem causar uma disfunção erétil. A disfunção erétil pode ainda ocorrer por causa do estilo de vida da pessoa. Você sabia que fumar e beber bebidas alcoólicas pode contribuir para o desenvolvimento da disfunção erétil? O fumo é até uma das principais causas de disfunção erétil, pois ele reduz a pressão sanguínea na área peniana. Algo que também pode causar disfunção erétil é o uso de determinados medicamentos e até algumas cirurgias. Você não precisa ter vergonha de ter disfunção erétil. É claro que ela irá atrapalhar sua vida sexual, mas não se preocupe, a disfunção erétil possui tratamento e tudo pode voltar ao normal.

Como tratar a disfunção erétil?

O tratamento da disfunção erétil pode ser feito de diferentes formas. Existem diversos métodos que trazem resultado satisfatório, a Terapia Sexual, Sexologia Clínica, prótese peniana e outros, tudo também dependerá da causa do problema. Não dá para tratar da mesma forma uma pessoa que tem disfunção erétil por causa de problemas vasculares e outra que a tem por causa de problemas psicológicos. Uma das formas de tratamento mais conhecidas é através de medicamentos orais, como o Cialis e o famoso Viagra. Para muitos casos pode ser necessária a consulta com um psicólogo ou até mesmo um psiquiatra, para fazer uma terapia sexual. O paciente pode utilizar um método conhecido como autoinjeção peniana, onde ele mesmo injetará um medicamento em seu pênis, fazendo com que o fluxo sanguíneo aumente na região. Outro método é através do uso de uma prótese peniana, que é colocada através de cirurgia. Este último método só deve ser cogitado se nenhum dos outros fizerem efeito. Consulte um médico de confiança para iniciar qualquer tratamento. Fuja de propagandas enganosas que prometem milagres de forma rápida e fácil.

A obesidade também pode agravar a disfunção erétil

Além de diversos outros problemas que a pessoa possa ter por causa da obesidade, ela também pode agravar a disfunção erétil. Neste caso, é muito importante também mudar diversos hábitos. Comece a optar por alimentos saudáveis, faça exercícios físicos regularmente. O acompanhamento médico é indispensável nos casos de obesidade, ele poderá lhe pedir exames para verificar se há outras doenças, também receitar remédios, caso necessário, e acompanhar a evolução do seu caso. Como cada pessoa possui suas particularidades, é importante tratar cada caso separadamente.